Língua de Sinais na Starbucks



A Starbucks inaugurou recentemente sua primeira loja que incorpora a ASL – Língua de sinais Americana.

A fachada convidativa da loja que está localizada na 6ª e a rua H, em Washington, DC, fica próximo à Universidade Gallaudet, uma escola para alunos surdos e com deficiência auditiva. Detalhe: Ela é a única, mundialmente, que permite com que problemas auditivos ou perda total da escuta consigam ter acesso à educação – desde o primário até mesmo o doutorado.
Imagem: Reprodução da Internet.
A decoração não deixa a desejar… – Imagem: Reprodução da Internet.

Embora alguns funcionários em outros locais da Starbucks possam receber pedidos feitos usando a língua de sinais americana, todos os funcionários nesse local são proficientes em ASL.

…e nem o atendimento. – Imagem: Reprodução da Internet.

“Além de criar um ambiente totalmente acessível para os membros da comunidade surda, essa nova loja cria oportunidades de emprego e avanço para pessoas surdas e com deficiência auditiva, como baristas, gerentes de loja e outras funções”, disse a presidente da universidade, Roberta J. Cordano, em entrevista ao The Independent.

Funcionários surdos e ouvintes proficientes na Língua de Sinais fazem parte da equipe.
– Imagem: Reprodução da Internet.

O que também é muito legal, é que diferentemente de outros cafeterias da rede nos Estados Unidos, neste o silêncio impera, apesar da grande quantidade de pessoas, rara em uma manhã de terça-feira.

Rebecca Witzofsky, de 20 anos, e seu amigo Nikolas Carapellatti, de 22, esperavam com ansiedade a inauguração do primeiro Starbucks com este tipo de atendimento nos Estados Unidos, que segue o modelo de outro aberto em 2016 em Kuala Lumpur, na Malásia.

“Isto oferece às pessoas surdas um local, fora do campus universitário, onde podem socializar e comer”, diz Rebecca, estudante da Universidade Gallaudet, uma das poucas no mundo dedicada a quem tem dificuldades de audição ou são surdas.

“Em um Starbucks ‘normal’, ou tento me fazer compreender falando, ou peço à equipe o que quero pelo meu celular”, conta. “Aqui o seu nome aparece em uma tela quando o seu pedido está pronto, você não tem que fazer esforço para entender”.

Sentados com suas bebidas, Albert e Peggy Hlibok, um casal de aposentados, aproveitam a ocasião de poder “entrar no mundo dos que escutam”.

“É uma oportunidade formidável para todo mundo”, afirma a senhora Hlibok com a ajuda de um intérprete. “Isso mostrará às pessoas que não precisam ter medo de se comunicar com pessoas surdas”.

Imagem: Reprodução da Internet.

A loja foi inspirada pela Starbucks em Kuala Lumpur, Malásia, que abriu em 2016 com nove funcionários surdos. A inauguração foi em outubro/2018 e sei já tem quase 3 meses, mas eu soube agora, mas vale a pena ser registrada aqui, pois simplesmente amei. Parabéns a Starbucks!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *