2019 e a empatia



Em época de ânimos exaltados e que eu fortemente sinto em que a moda é odiar o próximo apenas por suas opniões, ideologias, sentimentos ou ações, a empatia fica em segundo plano.

Não que seja impossível a tolerância, o amor ou apenas  empatia ao próximo, mas se torna um grande desafio conseguir criar empatia e simpatia as pessoas com as quais você não necessariamente se identifica, concorda, ama  – e nem mesmo conhece direito.

Pesquisando sobre o assunto, encontrei na internet uma citação do livro, “ O PODER DA EMPATIA”, que diz:

– “Claro, a ideia não é que você se torne íntimo de todos a sua volta. Além de exaustivo, isso seria impossível. Mas para conseguir desenvolver uma compreensão empática, é necessário estar aberto e disposto a compreender o outro sem colocar suas próprias ideias e opiniões por cima da interação. Isso exige muita sensibilidade, mas também muita inteligência. Até porque, mesmo que você não sinta aquilo que a pessoa sente, pode entender o que se passa”.

A empatia em off, o ranço em On em 2019.
Imagem: CVV.

O amor está extinto, é verdadeiramente me sinto chocado, triste e me repulsa ler postagens nas redes sociais em que aquele que se diz correto e tolerante prega o ódio e até a violência. O ano mal começou, mas famoso “ranço” ainda está na moda!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *